Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2013

Texto: Charles Chaplin

Sorri quando a dor te torturar E a saudade atormentar Os teus dias tristonhos vazios Sorri quando tudo terminar Quando nada mais restar Do teu sonho encantador Sorri quando o sol perder a luz E sentires uma cruz Nos teus ombros cansados doridos Sorri vai mentindo a sua dor E ao notar que tu sorris Todo mundo irá supor Que és feliz (Charles Chaplin)

Luis Felipe

Boatos sobre a extinção do Bolsa Família

Um país laico mesmo, fazer o que? Este é o que vivemos. Somente quando se trata de capital, os cidadãos se sentem logo incomodados, a ferida dói. Só é tocar no bolso que reivindicamos, protestarmos, “quebramos tudo”. Só precisou de alguns boatos para o Brasil parar, o país protestar e esta cena se repetiu por toda nação. Se parássemos para pensar: a garra, a coragem e a luta com que os beneficiários do projeto Bolsa Família, defenderam os seus direitos, de fato foi algo estrondoso, já imaginou se estes protestos fossem utilizados para reivindicar por saúde, educação, segurança pública... Seríamos outro país e com certeza uma nação bem mais organizada.  (Luis Felipe) G1 -  Boato sobre Bolsa Família chegou a ao menos 12 estados, diz ministério

Texto: Clarissa Corrêa

"Eu gosto de errar. Sinto o cheiro e gosto dos meus erros e simpatizo com eles. O certinho me causa desconfiança. Antipatizo com o correto. Prefiro a minha infelicidade com flashes de felicidade momentânea... Esperar não é para mim. Produzo teorias que não servirão para nada. Invento palavras que não existem, faço meu próprio dicionário. Crio definições que só eu uso e, ainda por cima, me mato de rir. Prefiro a minha insanidade com flashes de sanidade instantânea... O que presta é o que me interessa. O que eu quero, agarro. O que eu desejo, abraço. O que eu sonho, desenho. O que eu imagino, escrevo. O que eu sinto, escondo. A perfeição está no meu humor. Está na minha emoção. Está nas minhas linhas tortas e devaneios tolos. Nem sempre minhas ações condizem com as minhas palavras. Me conheça. Me decifre. Me ame. Me devore". (Clarissa Corrêa)

Fernando Pessoa

Parabéns Sport, 108 anos de Glória

     Aos exatos 13 de maio de 1905, regressava à Recife um jovem estudante de Engenharia,  um rapaz que foi buscar na Europa aquilo que o seu estado não lhe concedia, mas também, além da bagagem acadêmica, trouxe consigo uma paixão e um amor ardente do que o mesmo tinha visto na Inglaterra, este amor resumiu-se em 7 letras: FUTEBOL.      A esta paixão Guilherme de Aquino como era conhecido, futuramente deu o nome de Sport, um time que surgiu sob o signo da valentia que no ano de 1919 a ainda “criança Sport”, mostrava seu brilho sendo campeão do troféu: Leão do Norte, competição esta considerada dificílima na época, a mesma viera dar ao Sport a sua maior expressão, o seu maior simbolo: O Leão do Norte.      Com o passar dos anos aquele Sport veio se destacando no cenário nacional, no ano de 2005 aquele Leão do Norte completava 100 anos de glória, o Sport Campeão Brasileiro de 1987, o Sport do Roberto Coração de Leão, dos 201 gols de Traçaia, das faltas do lateral Luisinho Neto, dos

Texto: Paulo Coelho

Podemos acreditar que tudo que a vida nos oferecerá no futuro é repetir o que fizemos ontem e hoje. Mas, se prestarmos atenção, vamos nos dar conta de que nenhum dia é igual a outro. Cada manhã traz uma benção escondida; uma benção que só serve para esse dia e que não se pode guardar nem desaproveitar. Se não usamos este milagre hoje, ele vai se perder. Este milagre está nos detalhes do cotidiano; é preciso viver cada minuto porque ali encontramos a saída de nossas confusões, a alegria de nossos bons momentos, a pista correta para a decisão que tomaremos. Nunca podemos deixar que cada dia pareça igual ao anterior porque todos os dias são diferentes, porque estamos em constante processo de mudança.                                                                             (Paulo Coelho)

Mãe

O "Ser Mãe"

É até injusto separarmos uma data, um só dia para homenagear aquela que durante toda vida esteve presente na nossa longa jornada. Falar de uma pessoa que durante 9 meses já nos acolhia com todo cuidado, com todo amor, é muito difícil descrever em simples vocábulos o amor da pessoa que faz de tudo, aliás vive da nossa felicidade. Digamos que o “ser mãe” é amar sem medidas, sonhar sem fronteiras e dedicar até o fim. É incontável o número de adjetivos para qualificar a nossa progenitora, aquela que consegue viver e diferenciar os diversos momentos, as variadas situações. Aquela que prefere o desconfortável para nos dar o conforto, aquela que deixa de comer para nos dar o pão, aquela que nos defende de tudo e de todos só para nos dar o melhor, enfim aquela que se possível removeria pedras, viraria o mundo de cabeça para baixo só para ver um simples sorriso estampado em nosso rosto. Contudo, mãe é o ser mais abençoado, a criatura mais perfeita que Deus nos deu, aquela que discute, im