Pular para o conteúdo principal

Poema: O bom mestre - Luis Felipe

Como pode, como vai ser?
Os alunos do bom mestre
Que admiravam e aprendiam 
Com sua simplicidade e ousadia de escrever...

Ariano da Paraíba
Que desde pequeno o viu crescer
Foi a Pernambuco 
Fazer morada; Viver...

Desculpem o maldizer
Por estes dias esperava ansioso 
A gaita do tinhoso  
Tocar para eu o ver

João Grilo, magrelo safado
Porque não tocasse 
Para ele viver?

A morte, danosa e doída 
Leva-o para o céu o acolher
Mas ele; Cabra peste 
Deixa seu legado proceder...

Senhor, acolhe o bom mestre
Cuida bem dele,
Para que ele não venha sofrer.
(Luis Felipe)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frase Reflexiva: Ariano Suassuna

O justo e o justiceiro - Padre António Vieira

Que os juízes hão de ser humanos; por isso não veem Cristo julgar em quanto Deus, senão em quanto homem. A humanidade é o realce da justiça: entre o justo e o justiceiro há esta diferença - ambos castigam, mas o justo castiga e peza-lhe; o justiceiro castiga e folga. O justo castiga por justiça, o justiceiro por inclinação: o justo com mais vontade absolve, que condena; o justiceiro com mais vontade condena, que absolve. A justiça está entre a piedade e a crueldade: o justo propende a ser piedoso; o justiceiro para ser cruel. (Padre António Vieira)

Reflexão Bíblica: Tempo para tudo

       Para tudo há um momento e um tempo para tudo o que se deseja debaixo do céu: Tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar plantas, tempo de matar e tempo de curar, tempo de destruir e tempo de edificar, tempo de chorar e tempo de rir, tempo de lamentar e tempo de dançar, tempo de atirar pedras, e tempo de ajuntá-las, tempo de abraçar e tempo de evitar o abraço, tempo de procurar e tempo de perder, tempo de guardar e tempo de atirar fora, tempo de rasgar e tempo de coser, tempo de calar e tempo de falar, tempo de amar e tempo de odiar, tempo de guerra e tempo de paz. (Eclesiastes 3, 1-8)