Pular para o conteúdo principal

Novo ano, novas oportunidades

Vem aí, às 365 novas oportunidades de sermos felizes...
Vem aí, às 365 novas oportunidades de amarmos e sermos amados...
Vem aí, às 365 novas oportunidades de darmos um novo rumo às nossas vidas...
Vem aí, às 365 novas oportunidades de conhecermos novas pessoas, vivermos momentos novos...
Vem aí, a celebração de mais um ano de nossas vidas, mais um ano de sorrisos e lágrimas, de idas, vindas, encontros e desencontros...
Com tantas oportunidades de vivermos melhor, ainda encontramos tempo para reclamarmos da vida? Ainda encontramos tempo para culparmos o destino? Sendo dele nós mesmos o autor principal?  O futuro somente nós construímos, não procure tempo para se lamentar vida, pois ela é muito maior e mais importante do que qualquer problema. Viva intensamente cada momento, cada segundo que você tem a graça de viver, aproveite as 365 novas oportunidades de ser feliz, de fazer as pessoas felizes, faça do seu pouco o muito para melhorarmos a nossa sociedade.
Que 2015 seja um ano de muitas oportunidades, que saibamos aproveitá-las bem e darmos a verdadeira importância a cada uma delas!
Deus nos abençoe, feliz Ano Novo!
(Luis Felipe)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frase Reflexiva: Ariano Suassuna

O justo e o justiceiro - Padre António Vieira

Que os juízes hão de ser humanos; por isso não veem Cristo julgar em quanto Deus, senão em quanto homem. A humanidade é o realce da justiça: entre o justo e o justiceiro há esta diferença - ambos castigam, mas o justo castiga e peza-lhe; o justiceiro castiga e folga. O justo castiga por justiça, o justiceiro por inclinação: o justo com mais vontade absolve, que condena; o justiceiro com mais vontade condena, que absolve. A justiça está entre a piedade e a crueldade: o justo propende a ser piedoso; o justiceiro para ser cruel. (Padre António Vieira)

Reflexão Bíblica: Tempo para tudo

       Para tudo há um momento e um tempo para tudo o que se deseja debaixo do céu: Tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar plantas, tempo de matar e tempo de curar, tempo de destruir e tempo de edificar, tempo de chorar e tempo de rir, tempo de lamentar e tempo de dançar, tempo de atirar pedras, e tempo de ajuntá-las, tempo de abraçar e tempo de evitar o abraço, tempo de procurar e tempo de perder, tempo de guardar e tempo de atirar fora, tempo de rasgar e tempo de coser, tempo de calar e tempo de falar, tempo de amar e tempo de odiar, tempo de guerra e tempo de paz. (Eclesiastes 3, 1-8)