Pular para o conteúdo principal

A jovem democracia brasileira...

A jovem democracia brasileira, fragilizada por suas instituições desacreditadas...
A jovem democracia brasileira, descredibilizada por seus líderes envolvidos no jogo sujo...
A jovem democracia brasileira, distorcida pelo espetáculo midiático, pela sujeira, pelo grito...
Em meio a esta crise de representação política, a quem recorremos? Quem neste país tem reais condições de alavancar a economia e a boa política? 
Diante de tanta manipulação, nosso povo se divide, de um lado, extremos defensores da situação, que muitas vezes não reconhecem as fraquezas do governo, do outro, a indignação, a revolta, a repugnância e a vontade louca de gritar: Fora! Fora!
Deixando de lado a euforia, o calor do momento, é preciso encontrar em conjunto a solução, a saída para o fim desta catastrófica crise que além de política é moral.
Em meio a tantos rumores de impeachment, não acredito ser este causa de redenção para nosso povo. Repito, o momento atual, requer muitas reflexões, para onde iremos? Quem nos guiará?
O Temer? Cunha? Renan? Não, definitivamente não, a resposta para tais perguntas é: Democracia! Democracia! Estado democrático de direito, instituições fortes, com credibilidade pública.
Acredito não exagerar na aposta, mas em meio a esta crise de representatividade, o cenário está montado para intervenção militar, já provamos dos amargos "anos de chumbo". Espero, confiantemente, não ser esta a posição majoritária dos brasileiros, quem viveu provou, quem estudou conhece!
Viva a jovem democracia do país! 
Que a Senhora Aparecida, Mãe e padroeira do Brasil, interceda pela paz do nosso povo!
(Luis Felipe Durval, 18/03/16)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frase Reflexiva: Ariano Suassuna

O justo e o justiceiro - Padre António Vieira

Que os juízes hão de ser humanos; por isso não veem Cristo julgar em quanto Deus, senão em quanto homem. A humanidade é o realce da justiça: entre o justo e o justiceiro há esta diferença - ambos castigam, mas o justo castiga e peza-lhe; o justiceiro castiga e folga. O justo castiga por justiça, o justiceiro por inclinação: o justo com mais vontade absolve, que condena; o justiceiro com mais vontade condena, que absolve. A justiça está entre a piedade e a crueldade: o justo propende a ser piedoso; o justiceiro para ser cruel. (Padre António Vieira)

Reflexão Bíblica: Tempo para tudo

       Para tudo há um momento e um tempo para tudo o que se deseja debaixo do céu: Tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar plantas, tempo de matar e tempo de curar, tempo de destruir e tempo de edificar, tempo de chorar e tempo de rir, tempo de lamentar e tempo de dançar, tempo de atirar pedras, e tempo de ajuntá-las, tempo de abraçar e tempo de evitar o abraço, tempo de procurar e tempo de perder, tempo de guardar e tempo de atirar fora, tempo de rasgar e tempo de coser, tempo de calar e tempo de falar, tempo de amar e tempo de odiar, tempo de guerra e tempo de paz. (Eclesiastes 3, 1-8)