Pular para o conteúdo principal

Orientações de um jovem eleitor cortesense: Eleições Municipais 2016

1) Aos candidatos a prefeito e vereador

O povo é esclarecido, nestas alturas há muita gente decidida, para atraírem indecisos evitem troca de farpas e beijos nos palanques, elaborem propostas concretas para nossa cidade, para isso, utilizem-se da linguagem padrão da língua portuguesa (o povo gosta de candidato que fala bem!
Muita atenção nas conjugações verbais, “mim” não faz nada, respeitem a pronúncia correta: “Plano” e não “Prano”!

Dica: Curso de oratória, primário básico.
Não me venham pedir votos, posso ser sincero de mais! 
Já tenho candidato a prefeito e vereador!

2) Aos coordenadores de campanha

Com relação a carros de som, respeitem a lei estadual:
“Aquela que para atingir seus propósitos, necessita que lhe seja assegurado um silêncio excepcional. A faixa é determinada por um raio de 300m de distância de hospitais, escolas, bibliotecas públicas, postos de saúde ou similares.” (LEI Nº 12.789, DE 28 DE ABRIL DE 2005 - XII - ÁREA DE SILÊNCIO)

3) Aos eleitores 😎

Sintam-se especiais, somos os mais importantes na festa da democracia, não elegemos heróis, escolhemos funcionários, por isso, sejam bastante seletivos e criteriosos. Respeitem os títulos! Não chamem analfabeto funcional de doutor, para ser doutor tem que se obter doutorado...
Seletivos e criteriosos, não deixem de escolher! Voto branco ou nulo não resolverá nada...
Pela fé, não idealizem, não existem deuses na política, ninguém vai salvar nada, nem vai ter emprego para todo mundo!
Ele me oferece algo? O que me oferece? Para que me oferece? O que ele tem a oferecer me aprisiona ou me independentiza?
Não se iludam, não só temos fome quatro anos, precisamos comer durante toda vida, contrato não garante isso!
Parece clichê, mas voto não tem preço, tem consequências! 
Deste modo, procurem saber o que fez, ou o que fará seu candidato a vereador, ele tem a função de fiscalizar o executivo e criar leis municipais.


"Se não há justiça para o povo, que não haja paz para os políticos."
(Emiliano Zapata)

Dica: Como estudante de história, sugiro leitura sobre Coronelismo no Brasil no século XX. 

Por fim, não esqueçam, discutir é diferente de brigar, o debate de ideias não é só importante, é necessário. Não afastem seus amigos por conta da disputa, pois a disputa é efêmera, a amizade PODE continuar os quatro anos.

O importante é que tudo depende de VOCÊ!!!

#VivaADemocracia!

(Luis Felipe)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frase Reflexiva: Ariano Suassuna

O justo e o justiceiro - Padre António Vieira

Que os juízes hão de ser humanos; por isso não veem Cristo julgar em quanto Deus, senão em quanto homem. A humanidade é o realce da justiça: entre o justo e o justiceiro há esta diferença - ambos castigam, mas o justo castiga e peza-lhe; o justiceiro castiga e folga. O justo castiga por justiça, o justiceiro por inclinação: o justo com mais vontade absolve, que condena; o justiceiro com mais vontade condena, que absolve. A justiça está entre a piedade e a crueldade: o justo propende a ser piedoso; o justiceiro para ser cruel. (Padre António Vieira)

Reflexão Bíblica: Tempo para tudo

       Para tudo há um momento e um tempo para tudo o que se deseja debaixo do céu: Tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar plantas, tempo de matar e tempo de curar, tempo de destruir e tempo de edificar, tempo de chorar e tempo de rir, tempo de lamentar e tempo de dançar, tempo de atirar pedras, e tempo de ajuntá-las, tempo de abraçar e tempo de evitar o abraço, tempo de procurar e tempo de perder, tempo de guardar e tempo de atirar fora, tempo de rasgar e tempo de coser, tempo de calar e tempo de falar, tempo de amar e tempo de odiar, tempo de guerra e tempo de paz. (Eclesiastes 3, 1-8)